Qual é a origem do inglês e por que ele é tão popular?

Saber inglês hoje é um pré-requisito para um bom planejamento, não só de carreira, mas de vida. Com mais de um bilhão de falantes, a origem do inglês é germânica e a busca por professores de inglês aumentou mais de mil por cento nos últimos dois anos. 

Atualmente, existem mais de 7 mil idiomas pelo mundo e 23 deles cobrem mais da metade da população. Destes, o inglês encabeça a lista dos mais falados, sendo seguido pelo chinês mandarim, hindu e espanhol – conforme dados da Ethnologue (2020).

Seja no âmbito de trabalho ou pessoal, conhecer outras línguas é uma forma de expandir os horizontes e ter acesso a novas oportunidades. 

Origem do inglês

Não parece, mas este idioma nem sempre foi tão falado assim. A origem do inglês está em pequenas tribos germânicas do século 5 D.C, mas sofreu influência latina, francesa, escandinava e normanda. 

A história da língua inglesa – que já tem cerca de 1.500 anos – pode ser dividida em três fases: 

  • Inglês antigo (séculos V e XI)
  • Inglês médio (séculos XI ao XVI)
  • Inglês moderno (século XVI aos dias atuais)

Inglês antigo

De forma resumida, no século V, o povo germânico ocupava o território hoje conhecido como Inglaterra, em especial os Anglos e Saxões. O idioma nasceu ali, nas ilhas britânicas, e recebeu os nomes de Englisc, significando “língua dos anglos”. 

Com a chegada do cristianismo na região, a língua passou a sofrer influência do latim e do grego. Depois, uma invasão escandinava trouxe para a língua a influência nórdica antiga.

Inglês médio

Por volta de 1.066 d.c., acredita-se que a batalha de Hastings foi o marco para o Inglês Médio (Middle English). Foi nesta batalha que o rei normando William (também chamado de Guilherme, o conquistador) derrotou o exército anglo-saxão e passou a impor suas leis, governo e o idioma francês.

Foi então que novas palavras foram incorporadas, principalmente ao vocabulário de escravos e servos, posteriormente, se difundiram, também, pela corte e militarismo. 

Inglês Moderno

O grande exemplo da difusão o inglês moderno são as obras de William Shakespeare. O inglês moderno se consolidou no período do renascimento, onde as línguas nacionais tiveram grande importância para a estabilização dos países europeus. 

O idioma passou a ser padronizado como um todo e se desenvolveu com o desenvolvimento da literatura inglesa e com o surgimento da imprensa, a partir da introdução da prensa por William Caxton, em 1.476. 

Esta nova fase do inglês teve início em 1.550, quando a Grã-Bretanha se tornou um império colonial e se espalhou para todos os continentes.

Com a corrida pela expansão do mercado europeu, aliada à conquista de novos territórios e continentes, o Império Colonial Britânico se espalhou pelo mundo. No século 19, um quarto do mundo estava sob domínio britânico. A conquista e busca por novas riquezas levou o idioma desde a Oceania, África, até a América do Norte.

A ascensão dos EUA

Uma das principais colônias britânicas, os Estados Unidos da América (EUA), conquistou sua grandiosidade econômica. O país se consolidou como superpotência após a Segunda Guerra Mundial, quando foi definido como potência bélica e econômica. 

Em seguida, também foi fundada a Organização das Nações Unidas, a fim de promover a paz e mediar conflitos pelo mundo. Uma das línguas oficiais da ONU, a língua inglesa passou, então, a ser a principal língua em todo o mundo das relações internacionais.

Por que esse idioma é tão popular?

Assim como o latim ou o grego antigamente, o inglês é hoje uma língua franca (universal). Isso significa que o idioma é padrão para negócios internacionais, turismo, tecnologia, entre outros. 

Você sabia que, de acordo com a pesquisa Internet World Stats, de 2019, uma pessoa que fala inglês e espanhol é capaz de entender uma a cada três pessoas na internet? Além disso, é obrigatório que todo piloto, independente do país de origem, saiba falar e se identificar em inglês para poder exercer a profissão. 

Dos quase 1,3 bilhões de falantes, quase 400 milhões são nativos e mais de 750 milhões são não nativos. Isso significa que cerca de um sexto do mundo compreende esta língua. Mesmo quem não sabe o idioma, com certeza já teve contato com alguma palavra em inglês.

Além de ser um dos seis idiomas oficiais da ONU, outras organizações internacionais, como o Comitê Paralímpico Internacional e a União Europeia colocam o inglês como língua oficial ou de trabalho.

O inglês é um dos idiomas oficiais ou principais de mais de 50 países e, naqueles que não o têm como língua oficial, o inglês é atualmente o mais frequente ensinado como língua estrangeira. 

Mesmo países como China, França e Alemanha, outras grandes potências mundiais, o inglês ainda é exigência em transações comerciais internacionais.

É, também, a língua dos maiores clássicos do mundo, sejam filmes ou literatura mundial. Acredite, muito se perde na tradução, nada como o original. 

A origem do inglês pode ter sido em um pequeno grupo, mas, hoje, é impossível negar a grandiosidade dessa língua.

Veja também Escola Educação oferece curso gratuito de Inglês Avançado